Plágio

De acordo com o dicionário Houaiss, plagiar significa apresentar como da própria autoria uma obra seja ela artística, científica, ou de qualquer natureza que pertence a outrem. Fazer imitação de trabalho alheio. O espertinho plagiador acaba se apoderando de idéias que já foram colocadas em prática por terceiros, gozando de todo o crédito pela obra.

Pensei em escrever este post, pois no momento estou lendo “O Manual do Guerreiro da Luz” do grande Paulo Coelho.

paulo-coelho

Digo grande pois realmente sou fã de seus romances, é uma leitura gostosa, que prende a atenção até o final. Apesar de estar apenas nas primeiras páginas, pude notar que o conteúdo do livro tem muita semelhança com outro livro que ja li, chamado “O Príncipe” do historiador italiano e filósofo político Nicolau Maquiavel. Sendo taxado de revolucionário na época (1513), por possuir conteúdo polêmico, trata-se também de um “manual” como a obra de Paulo Coelho se intitula. Ambas trazem conselhos estratégicos para líderes e guerreiros. Maquiavel trouxe através de seus textos, um novo modo de pensar e refletir. Seus ensinamentos são amplamente utilizados por pessoas que querem falar bonito influentes, como políticos, governantes, líderes, empresários e em escolas e universidades pelo mundo. Paulo Coelho é um dos escritores mais lidos atualmente, tendo suas obras traduzidas em diversos idiomas.

 principe

Certamente Paulo Coelho se inspirou em Maquiavel para escrever seu livro. E isto não é uma atitude falha. Diariamente somos influenciados pela informação que nos cerca. Para um escritor é interessante que este saiba escrever com maestria, para isto a leitura de várias obras se torna imprescindível. Para um músico o processo é semelhante, é preciso uma fonte de inspiração. Esta muitas vezes vem de obras não tão conhecidas do público, para não “dar na cara” que é algo plagiado, copiado, inspirado ou o que quer que seja.

Indo para o campo da música, posso citar a banda de hardcore Garage Fuzz. Esta tem um som diferenciado das demais bandas do gênero. Em diversas entrevistas sitam como inspiração: Late Government Issue, Voivod, Husker Du, Samiam, The Saints, Celibate Rifles, China Drum, Captain Beyond, The Remains… Destas somente conheço o Samiam (bom pra caralho tem um excelente som).

Ficou famoso recentemente o caso envolvendo o Coldplay e o Guitarrista Joe Satriani. Justamente na única música que presta música de maior sucesso do último album Vila la Vida!(2008). Pesquisando mais um pouco encontrei outro caso, envolvendo desta vez o 311 com a introdução de “Long For The Flowers” do magnífico álbum Don´t Tread On Me (2006). Veja ouça e tire suas conclusões. 

Fica a pergunta no ar. Plágio, ou somente inspiração?

Certo é que, agora, em algum lugar do mundo, alguém está escrevendo, lendo uma frase, ouvindo uma música que pertenceu a outro. No início de todo o processo, este outro foi o começo da história.

 

Músicas ouvidas durante o post: Galaxie 500 – Blue Thunder; Tell Me; Snowstorm; When Will You Come Home; Decomposing Trees; Another Day; Leave The Planet; Plastic Bird; Isn’t It A Pity; Victory Garden; Ceremony; Cold Night; Submission; Final Day; When Will You Come Home; Moonshot (destaque); Flowers; Blue Thunder; Decomposing Trees; Don’t Let Our Youth Go To Waste; Flowers; Pictures; Parking Lot; Don’t Let Our Youth Go To Waste; Temperature’s Rising; Oblivious (destaque); It’s Getting Late; Instrumental; Tugboat; King Of Spain; Cheese & Onions(destaque).

Sobre decheers

Autor: Formado em Economia pela FAE Business School. Meu nome é André Marques a.k.a. Dé Cheers, nasci em 1981. Sou formado em economia pela FAE Business School. Sou torcedor do Sport Club Corinthians Paulista, o Timão. Viciado em Oasis, The Smiths e atualmente ouvindo música índie. Me considero divertido, aventureiro, criativo e mente aberta. Gosto de novidade. Não perco um episódio de LOST, sou capaz de assistir uns 10 em sequência. Comecei a acompanhar HEROES, mas já parei com a droga. No momento ENTOURAGE está no período de experiência. Me chame para ir ao teatro, mas nunca para ver Lago dos Cisnes. Odeio musicais. Durmo no cimena, por isso sou boa companhia, já que não faço comentários durante o filme. Minha empreitada no mundo da Blogosfera com o Livre Iniciativa está voltada a assuntos aleatórios como economia, fotografia, biografias, gastronomia, música, cinema, livros, e o que me der vontade. Sou muito fã do estilo Ruy Castro de escrever. Este é um blog pessoal, que expressa apenas o meu ponto de vista, sobre os diferentes assuntos aqui abordados. Um abraço e boa leitura, Dé Cheers Ver todos os artigos de decheers

3 respostas para “Plágio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: